E com vocês enfim: DRAGÕES DE ÉTER – ESTANDARTES DE NÉVOA + Novo box

Mockup Box + Livros Dispostos PNG

E o sonho se tornou real.

Há 10 anos eu imagino como seria a sensação de fazer esse post.

Quando a primeira linha: “E um lobo lhe devorou a avó” foi escrita, eu sonhava em conquistar leitores, dividir histórias, viver da escrita. Mas a coisa foi além.

Ao longo desse tempo, Dragões de Éter conquistou um fandom suficiente para não apenas me fazer viver disso, mas até mesmo trazer essa série até aqui 13 anos depois do lançamento do primeiro livro. E é graças a cada um desses leitores tão queridos que hoje eu tenho o privilégio de lhes apresentar finalmente…

DRAGÕES DE ÉTER – ESTANDARTES DE NÉVOA!!!!!

Vol 4_Estandartes de Nevoa4

Esse livro, até então lendário, conta o que aconteceu em Nova Ether cinco anos depois do final de “Círculos de Chuva” e traz todas as respostas aos questionamentos que os leitores se fizeram ao longo de todo esse tempo.

O Submarino, que tanto marcou a história da série, preparou junto com a Editora Melhoramentos um novo box exclusivo, contendo novas capas, texto atualizado, novo tipo de papel, e ainda o mapa de Nova Ether impresso e simulando papiro como brinde!!! \o/

Caçadores de bruxas

Corações de Neve

Círculos de Chuva

No link abaixo vocês podem ter acesso à pré-venda tanto dos livros avulsos nos sites de venda, quanto do box exclusivo do Submarino.

http://bit.ly/raphaeldraccon

Vou fazer algumas lives com livrarias no futuro. E, além delas, aqueles que adquirirem na pré-venda (guardem os comprovantes!) terão direito a um evento virtual exclusivo, que irá funcionar como se fosse um evento de lançamento, em que irei contar histórias, falar sobre o processo criativo, e mostrar materiais inéditos.

Como vocês podem ver nos detalhes da própria capa (que traz o dragão-símbolo de volta ao título!) do talentoso artista Walmyr Archanjo, de um triângulo amoroso até a Virgem de Trigger em sua torre, a história mais humana da série enfim se apresenta, prestes a lhes tirar sorrisos, êxtase e lágrimas.

Exatamente a sensação que eu aguardava há dez anos sobre esse post.

Então agora é com vocês, sonhadores! Espalhem a notícia, marquem pessoas, apresentem e dividam essa história que vocês tanto pediram. Nova Ether uma vez mais está em suas mãos para se manter viva.

Apenas como não canso de dizer: obrigado! Simplesmente obrigado por nos trazerem até aqui!

Esse livro é – literalmente – dedicado a cada um de vocês.

Obrigado por terem sonhado conosco!

SINOPSE:

“Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contras as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga.

Hoje, Arzallum, o Maior dos Reinos, mantém Anísio Branford como o Rei dos Reis, e vive sua aguardada Era Nova por cincos anos.

Coisas estranhas, contudo, parece que jamais deixarão de acontecer…

Um cavaleiro banido e odiado por todas as Ordens de Cavalaria, e um dos criminosos mais procurados do mundo, está próximo do encontro com a Virgem de Trigger, a mesma que acreditam destinada a gerar o novo Merlim. Dois irmãos precisam lidar com os últimos resquícios de seus antigos laços de magia negra, das sequelas da antiga arapuca de uma bruxa canibal à dívidas estabelecidas com entidades de morte. O novo capitão do lendário Jolly Rogers, o mesmo que encontrou o lendário Grande Tesouro, resolve navegar ao Oriente para vendê-lo a sultões, sem imaginar as calamidades que está iniciando no ato. A sobrevivente de um lobo marcado se prepara para atingir o último estágio da iniciação de seu coven, destravando conhecimentos místicos jamais atingidos. O último príncipe de Arzallum, isolado ao longo de cinco anos no Nunca, decide que é hora de voltar a Arzallum, confrontar erros do passado, e vingar a morte de um velho amigo nas mãos de um Mestre Anão.

E Oz, o Reino isolado em sua própria escuridão, resolve ser hora de tomar sua parte na História de Nova Ether, desencadeando acontecimentos que podem levar enfim à ascensão do verdadeiro Pendragon.

E demonstrar que o mundo de Nova Ether como se conhecia não apenas mudou, como nunca mais será o mesmo.”

Dragões de Éter de volta na Melhoramentos! (incluindo o novo livro!!)

Image may contain: Raphael Draccon, text

NOVO DRAGÕES DE ÉTER! NEW DRAGONS OF ETHER!

13 de Setembro de 2007.

Há exatos 13 anos, a primeira edição de Dragões de Éter era lançada na Bienal do Livro Rio.

Ariane Narin, a menina do chapéu ‘vermelho’ que inicia a história, nasceu no dia 13 de uma noite de Lua Negra.

Em “Caçadores de Bruxas” ela tem seu aniversário de 13 anos.

Dragões de Éter tem 13 letras.

Em outras palavras, o dia de hoje é um dia bem especial para Nova Ether, e para todos aqueles que a mantiveram viva e a trouxeram até aqui. E a data perfeita para contar a vocês que “Dragões de Éter” está de volta para terminar o que nós iniciamos.

Como os direitos da série agora me pertencem, eu pensei bastante sobre a melhor forma de lançar a nova obra e relançar a trilogia no mercado literário que temos hoje, tão diferente de quando tudo se iniciou.

Cheguei a receber e-mails com a possibilidade de financiamento coletivo, contato de editoras de médio e pequeno porte, e negociei com algumas das maiores.

Mas, aos 45 do segundo tempo, eu tive uma última reunião com uma editora que sempre admirei, e eles destruíram qualquer proposta concorrente. Não apenas porque eles tinham uma visão, não apenas porque eles contavam com um equipe que sabia o que queria fazer, mas principalmente por ser um time nerd e apaixonado que se mostrou mega empolgado pela oportunidade de levar essa série de volta pra vocês.

E foi assim que, conforme anunciado na coluna Babel do Estadão, eu decidi que Nova Ether iria para a casa do mestre Ziraldo, o autor que quando criança eu ficava assistindo autografar por horas nas Bienais, e sonhava um dia ser como ele.

Foi assim que eu decidi que Dragões de Éter iria para a Editora Melhoramentos.

Uma editora com 13 letras.

O box de Dragões de Éter do Submarino, que mudou a história da série e a minha vida, foi lançado em 2010, junto com o livro 3. Isso quer dizer que esse ano nós completamos 10 anos desse lançamento, o que também é bastante simbólico.

A pessoa responsável por tornar aquele box possível se chama Corina Campos. Vencedora do atual prêmio Profissional do Ano da PublishNews, além de um ser humano fora de série, ela é o maior furacão que uma editora pode contar na parte de venda e distribuição de livros.

Corina ajudou a mudar a minha vida em sua passagem pela Leya, e eu sou muito fiel às pessoas que me ajudaram. Quando ela foi para a Rocco, eu quis estar com ela. E, após ganhar o prêmio da Publish News pelos sete anos dedicados à casa de Harry Potter, advinhem para onde ela se mudou esse ano?

Pois é. Exatamente. Melhoramentos.

E foi ela quem me disse naquela última reunião aos 45 do segundo tempo: “eu estive lá quando essa série se iniciou, e eu quero estar aqui pra terminarmos o que a gente começou junto”.

E isso, sonhadores, apenas isso, já demonstra o carinho com que Dragões de Éter está sendo tratado pela equipe da Melhoramentos.

Carolina Munhóz sempre disse que, depois de ler Dragões de Éter, ela “decidiu que iria casar com o homem que escreveu aquela história”. Apenas isso já me fez valer à pena ter escrito essa obra, mas existe mais simbolismos nisso.

A gente se conheceu no final de 2010, o que quer dizer que o tempo do nosso casamento e o tempo da existência da trilogia se misturam, e esse ano nós também iremos completar dez anos juntos!

E, ao longo dessa década, existiram duas perguntas que eram feitas em TODOS os eventos que fazíamos juntos:

1. Quando teremos um novo Dragões de Éter?

2. Quando vem a fada-dragão? (assim mesmo, no feminino!)

E nem mesmo a gente poderia arriscar que a resposta seria a mesma: em 2020.

Caso, contudo, você ainda não esteja satisfeito com toda a magia por detrás disso, saiba que o primeiro e-mail que a nossa Avalon, de apenas 2 meses, enviou na vida dela (registrado em vídeo!) foi o e-mail para a querida Leila Bortolazzi, editora executiva da Melhoramentos, anunciando que eu os havia escolhido como a nova casa da série.

Em outras palavras, como num círculo de chuva, 10 anos depois foi a Fada-dragão que tornou oficial a nova casa de Dragões de Éter.

A par de tudo isso, algumas informações que imagino que vocês irão gostar de saber:

- A Melhoramentos está reformulando seu catálogo editorial, e inclusive, eu faço parte desse projeto, estreando como o primeiro autor de fantasia da casa.

- A editora fará um box exclusivo com uma nova arte, e lançará finalmente “Dragões de Éter – Estandartes de Névoa”. As artes que estão sendo produzidas, ao mesmo tempo que têm sua linda identidade, conversam com a arte do box passado.

- O lançamento irá ocorrer AINDA ESSE ANO! A editora deve divulgar uma previsão quando soltarem as capas finalizadas, o que deve acontecer em breve.

- Estamos preparando surpresas para a pré-venda, e alguns eventos virtuais que logo dou mais detalhes.

Sobre “Estandartes de Névoa”, o livro se passa cinco anos após o encerramento de “Círculos de Chuva”, e irá responder TUDO o que vocês ainda se perguntavam, e até o que vocês não faziam ideia de que estava lá e queriam saber. E digo da busca pela Virgem de Trigger, destinada a gerar o novo Merlim, até a ascensão do verdadeiro Pendragon!

Vocês poderão ver como o etherpunk modificou Arzallum, e iniciou a junção da magia e tecnologia no Ocidente. Vocês poderão ver como os personagens que se iniciaram crianças, assim como muitos leitores, se comportam agora como adultos e diante de responsabilidades ainda maiores. E enfim nós iremos conhecer o outro lado do mapa e visitarmos o Oriente de Nova Ether! Além disso, vocês provavelmente irão derramar mais lágrimas do que em qualquer outro volume.

Pois, acreditem, esse é – disparado – o melhor livro de toda a série.

E, provavelmente, o melhor livro que já escrevi até aqui.

O que posso dizer é: “Estandartes de Névoa” é tudo o que vocês pediram. E é tudo o que vocês merecem por manter Nova Ether viva há treze anos.

Por isso, como não canso de repetir, obrigado, semideuses(as).

Obrigado por me permitirem viver disso.

Obrigado por me permitirem viver isso.

Em troca, eu não poderia lhes dar menos do que meu melhor trabalho.

Nos vemos em breve para um último sonho.

Assinamos com The Gotham Group!

Image may contain: Raphael Draccon and Carolina Munhóz, people smiling, text

AND ONE MORE CAT IS OUT OF THE BAG! E MAIS NOVIDADES HOJE REVELADAS!

Hoje o The Hollywood Reporter revelou duas novidades:

Além da CAA, a maior agência de Hollywood ao lado da WME, representantes de nomes como Brad Pitt, Tom Cruise, Tom Hanks, James Cameron e Beyoncé, por exemplo, Carolina Munhóz e eu agora passamos a ser representados também pelo The Gotham Group, manager company responsável por fazer Maze Runner e As Crônicas de Spiderwick acontecerem.

Pra gente isso é um grande passo, pois assinar com empresas como essa é o grande sonho de todo roteirista americano. E conseguir isso construindo uma carreira em outro país, mais ainda onde o inglês não é nossa língua materna, se trata de um feito construído com muito trabalho e anos e anos de dedicação. Por isso, novamente obrigado a todos vocês que nos ajudaram a chegar aqui, e esperamos demais que continuem a apreciar tudo que vem por aí!

—-

Besides CAA, The Hollywood Reporter revealed today that we signed with amazing managers at The Gotham Group responsible for projects like Maze Runner and The Spiderwick Chronicles! AND they just spoiled our next TV series!!!

Enfim a fada-dragão Avalon Draccon <3

avalon

Passando aqui na timeline apenas para lhes apresentar… Avalon Draccon Munhóz!

Nascida em Hollywood, no dia 30 de junho às 4:18, com 48 centímetros, 2.9 quilos, e duas semanas de antecedência!

E, sim, ela é IGUAL à minha versão quando bebê. Inclusive, já nasceu com tanto cabelo que dava até pra espetar, rs!

Nova Ether ontem teve uma estrela brilhando mais forte à noite do que todas as outras.

Seja bem-vinda, fada-dragão!

Te amo, Carolina Munhóz!

•-•

Here on the timeline just to introduce you… Avalon Draccon Munhóz!

Born on June 30 at 4:18 pm, weighing 48 centimeters, 6.393 pounds, and two weeks earlier.

And yes, she is EXACTLY me as a baby. In fact, she was born with so much hair that I could even spike it, lol!

New Ether yesterday had a star shining brighter than all the others.

Welcome to our kingdom, dragon fairy!

Encontro com Marco Pigossi, protagonista da nossa série Cidade Invisível

Registro do encontro com Marco Pigossi, protagonista de “Cidade Invisível”, futura série de fantasia da Netflix, baseada em um material nosso.

Voando alto, além de um talento, Pigossi é um cara de uma simpatia e uma humildade rara no meio artístico, que ainda vai protagonizar várias produções internacionais e levar o nome do Brasil por aí!

Ansioso pra vocês conferirem o trabalho dele na série

With Marco Pigossi, from Tidelands and High Sea, and protagonist of “Invisible City”, our upcoming fantasy show on Netflix

Finalizando Dragões de Éter 4!

Image may contain: 2 people

29 de janeiro de 2020, aproximadamente 10:15pm em Los Angeles | 30 de janeiro de 2020, aproximadamente 3:15 am no Brasil.

Essa é a data e a hora em que podemos dar por finalizado “Dragões de Éter – Estandartes de Névoa”.

29/01/2020: the date I finally finished Dragons of Ether 4, a book that my readers have been waiting for 10 years.

Sei que vocês terão muitas perguntas e essas são algumas coisas que já posso adiantar a vocês:

- É o meu melhor livro.

- A história se passa cinco anos depois do final do último livro.

- Ela é mais do que tudo o que um leitor da série já esperou.

- O livro responde a todas as perguntas já deixadas para trás.

- O arquivo final ficou com 751 páginas, mas na formatação que eu uso para escrever a série, na prática isso quer dizer que ele é quase 20 páginas maior do que “Dragões de Éter – Círculos de Chuva”.

- Os direitos da série hoje em dia são todos meus, e por isso a dificuldade de se encontrar os livros. Na realidade eu ainda não autorizei outra editora a comercializá-los, e apenas após o fim da saga é que pretendo renegociar a série, mantendo uma mesma identidade para todos os livros.

- O mercado editorial de hoje é bem diferente de quando a série foi lançada, e pretendo estudar qual a melhor forma de publicar os livros hoje: se através de uma grande editora no estilo tradicional ou de outra maneira mais direta.

- Vocês já vão chorar na dedicatória (se duvida, o momento em que ela foi escrita tá lá no meu Insta stories)

Terminei essa saga com uma sensação de êxtase difícil de ser descrita. Sabem, essa história representa muita coisa pra mim. Cada um dos livros foi escrito em momentos diferentes, e muito dos sentimentos que eles transmitem em determinadas cenas são reais.

É a série de livros que me apresentou ao público, que me tirou de uma situação financeira difícil, que me fez trabalhar e viver com o que me faz feliz.

Quando eu escrevi a primeira linha (”E um lobo lhe devorou a avó”) era 1:11 AM do dia 07/04/2003. Eu lembro desse dia. Eu estava doente, encasacado, olhando o teto cheio de infiltração e que viria a desabar posteriormente sobre a minha cadeira. Um criador solitário, sonhando escrever uma história que conversasse com alguém.

Enfrentando um mercado que ainda não acreditava no autor nacional como hoje, o primeiro livro foi lançado com certo descaso, sem qualquer planejamento de marketing, faltando seu código de barra, e ainda junto com o último Harry Potter. Meu editor Pascoal Soto teve até mesmo que bater de frente para que o livro não fosse cortado pela metade, pois o consideravam grande demais para o que estavam dispostos a investir. Sério, tinha tudo pra dar errado.

Meu pai morreu um dia depois do lançamento oficial do primeiro livro, e a despedida de João Hanson em “Dragões de Éter – Corações de Neve” remete ao meu último momento com ele. Para trás, apenas uma herança de 15 mil reais de dívidas.

Eu e minha mãe vendemos a casa e fomos pra um apartamento menor. A diferença que sobrava do lucro dessa venda era o tempo que eu tinha de contas pra fazer dar certo.

Eu lancei o segundo livro por uma segunda editora, sem os direitos do primeiro. Então veio o terceiro livro, onde eu consegui os direitos todos de volta. E assim a proposta pelo box exclusivo do Submarino, em uma época que o site reinava sozinho como o maior de vendas online do país.

E a coisa seguiu até que um dia do ano de 2010, eu voltei do cinema com Carolina Munhóz, e encontrei diversas mensagens me parabenizando.

Juro a vocês: era aproximadamente 1 am, e minha mãe tinha de acordar 5 am pro trabalho, mas não me importava, eu a acordei mesmo assim.

Pois aquele era o dia em que o filho dela havia atingido o primeiro lugar dos livros mais vendidos pela primeira vez.

Acima de Guerra dos Tronos, acima de Crepúsculo, acima de Augusto Cury e de Padre Marcelo Rossi, os maiores megaseller daquela época.

Ela chorou naquele dia.

A partir dali eu sugeri ideias loucas e fora da caixa à editora, negociei cachês simbólicos com artistas, e apostei tudo que eu tinha no lançamento da trilogia na Bienal do Livro daquele ano. O ano que eu transformei a Bienal de São Paulo no mais próximo de uma Comic-Con daquela época.

Príncipes, bruxas, guerreiros batendo bumbos e bradando gritos de guerra, animações em telão feitas por leitores. Era a estreia da editora Leya no Brasil e o evento da minha vida.

E então os sonhadores vieram.

Eram centenas, centenas e centenas deles, que me fizeram autografar por horas e horas pela primeira vez, e me ajudaram a transformar Dragões de Éter nos livros mais vendidos daquele estande naquele evento, e me colocaram enfim no mapa da imprensa, dos organizadores de eventos, e dos editores.

Depois daquilo, eu passei a visitar diariamente o Submarino, vibrando por cada dia a mais que a série permanecia no topo do site. Era sempre um dia, então mais um dia, então mais um dia.

Até que os dias se tornaram semanas.

As semanas se tornaram anos.

E “Dragões de Éter” permaneceu cinco anos seguidos como o livro nacional mais vendido do Submarino.

Como se não bastasse, o box da trilogia passou um ano inteiro como o item mais desejado dentre todos os itens do site de vendas mais popular do país.

Até que, em seu sexto ano, o box passou a ser exclusivo da Amazon.com, onde, mesmo após tantos anos, também chegou a atingir o topo do site.

E o mais curioso disso é que, se você me perguntar como é a sensação de ver seu livro em primeiro lugar depois de uma batalha impossível, eu vou te dizer que ela é ótima, sem sombra de dúvida. Mas sabe sinceramente qual é o melhor sentimento do qual eu me lembro?

O sentimento de ver minha mãe poder dormir depois de eu pagar 15 mil reais de dívida em uma única parcela com direitos autorais.

Dez anos depois daquele box, eu finalizo essa saga saudável, na minha casa em Los Angeles, ao lado da mulher da minha vida, e de milhares de leitores.

Leitores que eu vi crescer, leitores que me contaram suas próprias histórias, leitores que dizem se inspirar em mim para virarem escritores.

Eu ouvi histórias de pessoas que leram a série e juntaram forças para realizar seus sonhos, leitoras com DDA que hoje se tornaram professoras, leitores que aprenderam a lidar com a morte, ou que estavam prestes a se entregar à depressão e desistir da vida, e repensaram o caminho.

E é isso, amigos. É isso, e é tudo isso, que essa série representa pra mim. Uma série que me ajudou a conhecer todo os cantos do meu país, e depois a conhecer o mundo.

Uma série que me fez conhecer meus ídolos e me trouxe até Hollywood, me permitindo trabalhar nesse momento com o diretor do cinema mundial que me inspirou a fazer cinema.

Uma série que talvez tenha me conectado com você.

Então obrigado por chegar até aqui ao meu lado, sonhadores.

Se os sonhos são forjados no éter, hoje nós tocamos na quinta-essência. Pois Nova Ether está viva. E, em pouco tempo, aguardando por seus semideuses para a sua última fantasia.

Na contagem de um…

E dois…

E três.

Nossa próxima série na Netflix Brasil! Conheçam: CIDADE INVISÍVEL

82374612_10220576221706264_5759074630199410688_n

E aproveitando a virada do ano, hora de contar pra vocês sobre nossa SEGUNDA SÉRIE NA NETFLIX: a série de fantasia “Cidade Invisível”! | Our second Netflix Original TV series “Invisible City” is coming this year!

Eu e Carolina Munhóz sempre tivemos a vontade de contar uma história que envolvesse a riqueza do nosso folclore, e decidimos trazer isso para essa produção. Então desde 2014 passamos anos desenvolvendo e montando o projeto, criando personagens, e escrevendo o roteiro que foi comprado pela Netflix, e no qual a série atual se baseia.

Isso quer dizer que eu e Carol temos na nossa história o privilégio de fazer parte não apenas da primeira série sobrenatural brasileira da Netflix, como também da primeira série de fantasia da plataforma.

Cidade Invisível tem previsão de estreia para esse ano e conta com Marco Pigossi como protagonista junto com Alessandra Negrini, e eu e Carol assinando o “story by” e como produtores-consultores.

Espero que curtam o resultado final e a gente continue a abrir mais portas pro gênero fantástico em todas as nossas mídias.

Obrigado por estarem sempre ao nosso lado e trabalhando incansavelmente pra trazer mais coisas pra vocês em 2020. Acreditem, essa é só a primeira notícia do que nós teremos pra contar esse ano!

Sonhem conosco!

O Escolhido

Raphael Draccon e Carolina Munhóz pela fotógrafa Fernanda Nunes (3)

E mais um dos nossos grandes objetivos de carreira foi alcançado: eu e Carolina Munhóz temos o prazer de anunciar a vocês hoje o nosso primeiro show com a Netflix

Hoje a empresa fez o primeiro dos nossos anúncios envolvendo o thriller sobrenatural “O Escolhido”!

A série vai mostrar um trio de médicos que vai vacinar um vilarejo remoto e isolado do Pantanal e encontram por lá alguns mistérios sobrenaturais que vão confrontar ciência e fé!

O convite partiu da própria empresa para adaptarmos pra Netflix Brasil a série mexicana “Niño Santo”, produzida originalmente por Pablo Cruz (de “Fear the Walking Dead”), Diego Luna e Gael Garcia Bernal.

Eu e Carol assinamos todos os episódios e iremos produzir o show ao lado da Mixer Films (da série O Negócio), cujas filmagens já começam esse ano!

Mais detalhes vocês podem ver nesse link do Omelete e em outros veículos de imprensa e lá nos meus insta stories!

E esse é só o primeiro anúncio envolvendo o tanto que eu e Carol temos trabalhado nos últimos tempos!

Por isso partindo nesse momento para a San Diego Comic-Con para uma merecida comemoração no maior evento nerd do mundo! Obrigado demais por estarem em cada passo conosco e se preparem para se arrepiar ano que vem com essa série sobrenatural!

Foto AWESOME da fotógrafa FN Fotografia – Fernanda Nunes Fotografia.

O Coletor de Espíritos – versão física

Coletor capa

Olha aí: vocês pediram e a Rocco Jovens Leitores atendeu! Segue a capa da versão física de “O Coletor de Espíritos”, que será lançada na Bienal do Livro Rio com a minha presença!
Lembrando também que, além da Bienal, eu estarei com Carolina Munhóz em Jundiaí, Lages e São Paulo para o lançamento! Detalhes aqui:
http://www.raphaeldraccon.com/blog/?p=5897
Essa versão física do “O Coletor de Espíritos” já se encontra em pré-venda, mas um DETALHE IMPORTANTE: caso você planeje ir em algum dos eventos, deixe para adquirir o livro no dia, pois corre o risco do exemplar de pré-venda não chegar a tempo.
https://www.saraiva.com.br/o-coletor-de-espiritos-9770918.html?mi=VITRINECHAORDIC_ultimatebuy_product_9770918
Abaixo segue a sinopse da obra e espero autografar seus livros em breve.
Aguardem que chegarei por aí mais rápido do que a Daenerys montando dragões. ;)
SINOPSE:
Quando a chuva aflige o vilarejo de Véu-Vale pelo terceiro dia consecutivo, as ruas iluminadas por tochas ficam desertas. As janelas, uma a uma, se fecham. Nesses dias, quem caminha pelas ruas de Véu-Vale caminha sozinho.
Gualter Handam, antigo morador e hoje um prestigioso psicólogo, se vê de repente obrigado a retornar ao vilarejo que povoa seus pesadelos e confrontar todo o conhecimento racional adquirido com a psicologia com o sentimento sobrenatural que aterroriza seus moradores.
No processo ele terá de enfrentar antigos fantasmas e uma força desconhecida e furiosa para entender o que acontece por detrás de seu local de origem em uma jornada de puro sacrifício e redenção.

Bienal RJ, Jundiaí, Lages & SP em setembro

agenda BR 2017

Mês que vem estarei no Brasil para participar de alguns eventos, rever leitores e lançar a versão física de “O Coletor de Espíritos”!

Anotem as datas e horários e nos vemos em breve. ;)

Página seguinte →